Mensagens

terça-feira, 10 de julho de 2012

Missões Mercadológicas



Pr. Teófilo Karkle

O apostolo Pedro na sua segunda carta universal fala que nestes tempos os homens dos púlpitos fariam negócios das pessoas que eles têm domínio e poder sobre elas. (2 Pedro 2.3) E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. As pessoas são vendidas em tempos de eleições. E são Despojadas nos Congressos de Missões.

Um espirito de avareza muito forte como um vírus tem contagiado todas as instituições religiosas fazendo que as finanças delas perda as bênçãos de Deus.
Há um desespero por manter os impérios evangélicos que se hão criados em diferentes áreas, e o seus criadores pensam que se eles não estiverem na mídia, na televisão, em foco, em eminência as almas se vão a perder, as famílias serão derrotadas.
Vai colapsar esse estilo de pedir, o povo não vai mais aguentar, basta ver o resultado do Censo 2012, quantas igrejas diminuíram seu tamanho. A Igreja Universal perdeu 227.944, a Congregação Cristã do Brasil perdeu 199.479 a Igreja Evangélica Luterana perdeu 62.647 a Igreja Presbiteriana perdeu 59.855 a Igreja Evangélica Congregacional perdeu 39.245 a Igreja Casa da Benção perdeu 3.126 e a ultima igreja que diminuiu foi a Igreja Vida Nova 1.747 membros.
Na época do patriarca Abraão, no seu estilo de vida sedentário, não havia congregações para estimular a fé e o amor, nem templos para sustentar, mesmo estando só, teve a ideia notável e espontânea de entregar seus dízimos a um rei de Jerusalém. Abraão sempre fazia três coisas por onde passava: Seu poço para ter água, sua tenda para ter cobertura e seu altar para ter comunhão.
(Hebreus 7.1,2) Porque este Melquisedeque, que era rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, e que saiu ao encontro de Abraão quando ele regressava da matança dos reis, e o abençoou; A quem também Abraão deu o dízimo de tudo, e primeiramente é, por interpretação, rei de justiça, e depois também rei de Salém, que é rei de paz.
Quando chegou a época de ter um lugar de culto coletivo, o pedido de ajuda nasceu, mas sempre limitado à voluntariedade, chegando depois até ser proibido trazer material por que estava sobrando. Se fosse hoje, expertos ministros abririam mais contas bancárias para não figurar um saldo muito grande em apenas uma das contas da igreja. Compraria mais cofres, compraria máquina de contar moeda e bilhete, faria mais bodegas para guardar toda a riqueza trazida pelo povo de Deus e compraria até o carro forte para levar da casa do tesouro a tesouraria do banco.
 (Êxodo 36.6-7) Então mandou Moisés que proclamassem por todo o arraial, dizendo: Nenhum homem, nem mulher, faça mais obra alguma para a oferta alçada do santuário. Assim o povo foi proibido de trazer mais, porque tinham material bastante para toda a obra que havia de fazer-se, e ainda sobejava.
Não se podem fazer Missões começando pelas Arrecadações. Não se podem fazer Missões começando com a Secretaria.
Missões se começam pelos olhos, abertos e que vejam o mundo lá fora perdido: Levantai os vossos olhos, e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa. (João 4.35) E, vendo as multidões, teve grande compaixão delas, porque andavam cansadas e desgarradas, como ovelhas que não têm pastor. (Mateus 9.36) E Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e teve compaixão deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor; e começou a ensinar-lhes muitas coisas. (Marcos 6.34)
Não se pode fazer Oferta Missionária apenas para ter mais um ingresso na congregação ou para não mexer nos dízimos.
As congregações tem que viverem sabiamente dos dízimos e das ofertas realizadas em cada culto. Outros recursos poderiam ser gerados por negócios da própria igreja tais como: livrarias, cursos, cantinas, feiras, DVDs e CDs.
Não há nenhum lugar nas Escrituras onde Deus mandou juntar milhões de Reais para depois aplicar parcialmente em Missões. Nem mesmo mandou mandar multidões de Missionários e depois viver no sufoco e no desespero para juntar os tão implorados recursos. Em vez de ter 100 Missionários ganhando 100 Reais cada um, deveria ser apenas 10 Missionários ganhando 1000 cada um.
Apenas 4,5% dos dinheiros das igrejas são enviados as Missões e 95,5% no Reino de Deus local, salários, construções, mobílias, programas.
Como os cristãos gastam o seu dinheiro? Gastam mais com Pizza que com Missões, mais com Cosméticos que com Missões. Mais com Celulares que com Missões. Mais com Animais de estimação que com Missões. Os cristãos estão dando dinheiro para Missões menos do que o valor equivalente a uma Coca-Cola diária.
Quando senti a necessidade de escrever sobre Missões Mercadológicas foi pensando na realidade desastrosa de grandes Congressos de Missões, pois eles transformaram Missões num produto de Mercado, de venda, de barganha, de vender espaços para stand, de vender kits, de cobrar cachê e pedir uma exorbitante oferta. De vender cada um seu peixe. Cada um ter a sua própria maquina para receber doações com cartões de credito. As ofertas são verdadeiras apelações, já não tem nada mais que dizer ao povo, de vez em quando consegue mais um missionário para ele fazer mais um suplício, e assim vai a coisa.
Missões Mercadológicas é o único produto vendido onde a propaganda para vender o peixe pela Mídia, Revistas e Sites, são as mais pobres e paupérrimas possíveis: Fotos de negros só em pele e osso, meninos sujos, terra seca, choça de palha, jumentos, corvos, templos diminutos, bicicletas velhas, carroças puxado a jegue. Dizem que estas imagens são para Sensibilizar o povo brasileiro a contribuir. Mas sabe o que passa do outro lado da moeda? Sabem o que fazem com o dinheiro arrecadado? Nunca publicarão as imagens dos jatinhos de luxo, das jantinhas em restaurantes elitizados, das jaquetinhas de couro, e das joinhas das Arábias e dos Jeeps importados.
Missões, Missões, Missionários e Missionárias, vamos combater esta maneira mercadológica, escandalosa, uma mania de fazer Missões, tão errada, tão desconfigurada, tão mercenária, tão apelativa e tão desonesta.
Nos Congressos rolam os Milhões e os pregadores profissionais dormem em hotéis de 5 estrelas e os Missionários no campo vem para o mesmo congresso de caminhão, dormem em beliches e recebem sacos de roupas usadas.
"Jesus vai virar estas Mesas Mercadológicas e vai trazer a Santidade para a sua igreja."
E, entrando no templo, começou a expulsar todos os que nele vendiam e compravam, dizendo-lhes: Está escrito: A minha casa é casa de oração; mas vós fizestes dela covil de salteadores. (Lucas 19.45-46)
A final ganharam tantos milhões aqui na terra e não herdarão o Reino dos Céus. Assim diz a minha Bíblia ainda: Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. (1 Coríntios 6.10)
 
PARA SEGUIR NOSSO MINISTERIO - TEMOS PREMIO AOS QUE SEGUIREM

PARA AJUDAR NOSSO MINISTERIO - DEPOSITE SU AOFERTA DE AMOR
Conta Corrente 18.491-8 Agencia 3078-3 Banco do Brasil

PARA ESCREVER AO NOSSO MINISTERIOcentrodealegria@hotmail.com

Nenhum comentário: